-

terça-feira, 14 de julho de 2015

Arroz com feijão.

Estava eu assistindo à alguns depoimentos sobre comidas, alimentação dos imigrantes que chegavam no Brasil, em São Paulo, por volta de 1888 à Mil e Novecentos e bolinhas. Os migravam do nordeste ou norte do Brasil não sentiam muita essa diferença na alimentação, afinal naquela época comida brasileira era: arroz, feijão, carne seca e farofa tudo junto e misturado; E foi exatamente essa "comida brasileira" que assustou à muito que chegavam por aqui. Em um dos depoimentos havia um Senhorzinho europeu, precisamente Espanhol, que dizia que quando chegou ao Brasil viu os dois extremos vividos na Europa: o Arroz e o Feijão. Naquela época só a relé, a escória, só pessoas de baixo calão comiam feijão, entretanto só nas mais chiques festas de casamentos se comia arroz, era uma especiaria. Ai está os dois extremos europeus reunidos em só prato. Mas o que me é mais curioso é a seguinte afirmação: "só os porcos comem a comida misturada, na Europa se come tudo separado." Foi hilário, olhei para minha amiga que estava me acompanhado e disse: "acho que somos porcas." hahahah. Porém adianta houve a seguinte afirmação: "De tanto ver esse povo comendo misturado, sou eu que não consigo mais comer sem misturar." Definitivamente foi hilário. E o Senhorzinho dava risada de tal situação que passou ao chegar aqui e como a levou por toda à vida, e é isso que mais me comove é como ele levou essa situação, fez de algo que poderia ser problemático, (imagine-se em um lugar estrangeiro, sem conseguir comer a comida nativa) em algo divertido, uma nova forma de aprender uma cultura diferente, hábitos novos, uma nova forma de viver a vida que agora ele teria de encarar. Uma nova língua, outros costumes, uma terra, um outro país que não era o seu. Isso me faz pensar, no quanto reclamamos por coisas minusculas e esquecemos de viver a nossa vida.



Paz e Bem!
CR ^.^
Postar um comentário

Acho que você vai gostar de ler :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...